DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E INOVAÇÃO EM ÁREAS RURAIS: UMA ABORDAGEM BASEADA EM MODELO MATEMÁTICO E SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL
DOI: 10.5585/rai.v4i3.129

Herbert Kimura, Roberto Giro Moori, Luiz Carlos Jacob Perera

Resumo


No contexto de diversidade de perspectivas para o estudo de desenvolvimento sustentável, este artigo enfoca uma análise quantitativa baseada na modelagem matemática e na implementação computacional de um algoritmo. O modelo construído teve como objetivo entender e analisar a dinâmica de difusão de inovações como, por exemplo, a propagação de conhecimentos ou tecnologias para o plantio de culturas e a criação de animais entre pequenos produtores rurais. Os principais resultados obtidos pela simulação foram: a) as características da tecnologia parecem não ter influência na velocidade de adoção. Este resultado pode estar associado ao fato de as atividades agropecuárias já apresentarem elevado nível de risco; b) as conexões sociais nas redes de agricultores surgem como importantes instrumentos de difusão. As conexões sociais, em geral, envolvem investimentos de baixo custo, uma vez que elas normalmente já existem entre os produtores. Por fim, os resultados sugerem que esforços de divulgação da tecnologia, subsídios governamentais, fortalecimento das relações entre produtores e aumento das interações dentro da rede social constituem as principais estratégias para aumento da velocidade de adoção de tecnologia.

Palavras-chave


Inovação tecnológica; Difusão da tecnologia; Agronegócios; Gestão do conhecimento; Desenvolvimento sustentável.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5773/rai.v4i3.129

Revista de Administração e Inovação ISSN: 1809-2039


  Logotipo do Cabell´s       Logotipo da Capes       Logotipo do Sumários       Logotipo DOAJ       Logotipo do EBSCO       Logotipo do ISI       Logotipo do Latindex      

   
Logotipo do GATE JOURNALS         Logotipo do ProQuest       Logotipo Redalyc       Logotipo Spell       Logotipo Sumários         Logotipo do Ulrich